Abrafam


Conheça nossa história



Instituto de Prevenção à Dependência Química e Apoio às Famílias


► Onde atua a ABRAFAM

O uso indevido de drogas é uma séria e persistente ameaça à humanidade e à estabilidade das estruturas e valores políticos, econômicos, sociais e culturais de todos os Estados e sociedades. Suas conseqüências infligem enorme prejuízo às nações do mundo inteiro, e não são detidas por fronteiras. Avançam por todos os cantos, afetando homens e mulheres de diferentes grupos étnicos independentemente de classe social, econômica ou faixa etária.

Um fator agravante é a tendência mundial de iniciação, cada vez mais precoce, do indivíduo nas drogas. No Brasil, estudos realizados pelo CEBRID – Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas, desde 1987, confirmam essa tendência, ao revelar o aumento de consumo entre crianças e adolescentes e a iniciação entre os 9 e 13 anos de idade. Dez por cento da nossa população sofre diretamente dos males provocados pelo abuso de álcool.

Dados do Ministério da Saúde dão conta que centenas de milhões de reais são gastos com internações decorrentes do uso abusivo e dependência de álcool. O alcoolismo faz parte do grupo das doenças mais incapacitantes, considerando a prevalência global.

Esse prejuízo espelha a tragédia promovida apenas por uma droga lícita. Se somarmos ao do tabaco, igualmente lícita, com o de outras ilícitas e, ainda, com o das substâncias que deveriam ser adquiridas exclusivamente sob prescrição médica – e não são – penetramos num universo, sem sombra de dúvida, incomensurável, em que se estima movimentar cifras equivalentes aos valores alcançados pela indústria de armamentos. Trata-se de uma doença que antes mesmo de ser médica, é social, signos dos tempos insanos em que vivemos.


► O papel da ABRAFAM

É nesse quadro que a ABRAFAM – Instituto de Prevenção à Dependência Química e Apoio às Famílias lança suas tintas. Fundada em 1995 pelo empresário Carlos Roberto Rodrigues, a entidade nasceu da dor que ele e sua família experimentaram ao se depararem com a doença da dependência de drogas dentro de casa, vitimando um dos seus filhos. Despreparados para lidar com a situação, aprenderam com muito sofrimento, na base da tentativa e erro. Com o propósito de evitar ou, pelo menos, reduzir a dor de impotência e desesperança de outras famílias, foi criada a entidade.


► Instrumentos de informação

Atendimento telefônico – por consultores capacitados para informar e orientar sobre drogas e serviços disponíveis, nas áreas de prevenção e tratamento da dependência química.

Droga, a febre da família – cartilha com orientações breves sobre as principais drogas, atitudes que caracterizam o problema, modelos de intervenção.

Palestras – em clubes, empresas, escolas, congressos, seminários, as palestras se constituem importante material de conscientização.

Entrevistas – Vários foram os programas de televisão e rádio e as entrevistas a jornais e revistas do presidente da ABRAFAM: Fantástico, Altas Horas, Silvia Poppovic, Cidade Alerta, Programa H, Programa Livre, Dia-a-Dia, TV Mulher, Telejornal Hoje, Clodovil, Sebastião Misiara, 25ª Hora, TV Alphaville, CBN – Maria Lígia, Edna Macedo, Jornal “O Estado de São Paulo”, Revista Veja, entre outros tantos veículos de abrangência regionais.

► A entidade esteve representada, também, em debate no programa especial da GNT “Quem são os nossos filhos”, levado ao ar no dia 2 de outubro de 1999 e repetido durante toda a semana da criança. Participaram do debate, monitorado pela jornalista e apresentadora Marília Gabriela, o deputado federal Fernando Gabeira, a então primeira-dama do Estado do Rio deJaneiro, Rosinha Matheus, o psicoterapeuta Içami Tiba e o ator Felipe Camargo.

► No dia 19 de junho de 2002, em cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasília, na presença do Excelentíssimo Senhor Presidente da República, Fernando Henrique Cardoso, seus Ministros e o Secretário Nacional de Drogas, Gen. Paulo Roberto Yog de Miranda Uchôa, a ABRAFAM recebeu o “Mérito pela Valorização da Vida” das mãos do Excelentíssimo Senhor Ministro-Chefe de Segurança Institucional da Presidência da República, General Alberto Mendes Cardoso.

Diploma de Honra ao Mérito pela Valorização da Vida


Presidente da Abrafam recebendo o Diploma de Honra ao Mérito pelas mãos dos Generais Alberto Mendes Cardoso, Chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, e Paulo Roberto Yog de Miranda Uchôa, presidente da SENAD, em 2002


Carlos Roberto e os atores Osmar Prado e Débora Falabela, da Novela “O Clone” na solenidade
de entrega do Diploma de Honra ao Mérito pela Valorização da Vida




Para mais informações entre em contato conosco

(Atendimento de Segunda à sexta: 08h30 às 18h00 – Sábado: 08h30 às 13h00)

▷ Telefones: (11) 5574-1212/5574-1010

▷ E-mail: contato@abrafam.org.br